Cabeçalho

A BAIXA UMIDADE DO AR E O ALTO ÍNDICE DE QUEIMADAS AUMENTA OS CASO DE DOENÇAS  RESPIRATÓRIAS  EM ESPIGÃO  DO OESTE

Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria

IMG_9935Em Espigão  do Oeste  a baixa  umidade  do  ar  e  as queimada  desenfreadas  que  vem acontecendo  em nossa região  dos lixos domésticos e  entulhos  que  a população ainda teima em atear fogo  vem prejudicando  a  vida  de muita gente, principalmente  crianças  e idosos,  o hospital municipal  diariamente recebe  pacientes doentes com sintomas  da poluição,  em  nossa  cidade mais de 30% da população de já sofre de alguma patologia respiratória (rinites, bronquite/asma, sinusites etc). Além dessas, estão mais vulneráveis pessoas transplantadas, em tratamento crônico de alguma doença respiratória. Podemos notar que o clima em nossa cidade  está pesado com tanta  fumaça e poeira, pra  todo  o canto  que  olhamos além da nuvem de poeira  que  toma  conta  da cidade notamos focos  de incêndios  doméstico, isso  aumenta gradativamente  o  risco  de  doenças  respiratórias além do  risco corrente de incendiar casas  e terrenos  baldios  causando tragédias irreversíveis. Por não termos  um grupamento  de bombeiro  em nosso município, devemos  ainda ter o cuidado redobrado ao  colocar fogo  em lixo e  entulhos ou  seja, nem coloque pois estará  colocando em  risco  a  sua  vida  e  vidas alheias.

É VERDADE QUE QUEIMAR É CRIME?

 SIM, É VERDADE! Grande parcela da população, infelizmente, desconhece esse aspecto do problema, porém, queimar qualquer coisa, com o propósito de se livrar dela e/ou dos inconvenientes por ela causados, gerando poluição, realmente ou potencialmente causadora de danos à saúde humana, é crime, na medida em que infringe o artigo 54, da Lei do Meio Ambiente (Lei Federal 9 605, de 12/2/98). Esse artigo reza que “é crime causar poluição, de qualquer natureza, em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora”. Pena: reclusão, de um a quatro anos, e multa. Caso o crime seja considerado culposo (ou seja, a pessoa poluiu sem que tivesse a intenção deliberada de poluir), a pena será a detenção, de seis meses a um ano, e multa. Igualmente, provocar a queima, por ato de vandalismo ou com finalidade econômica, gerando poluição, também é crime. Por outro lado, provocar incêndio é crime inafiançável, segundo o artigo 250 do código penal. Embora o quintal seja propriedade particular, a atmosfera é um bem de uso comum da comunidade e da humanidade.

IMG_9947 IMG_9940 IMG_9939 IMG_9936 IMG_9934 IMG_9933 IMG_9932 IMG_9930 IMG_9929

Fonte :Evisson/RomiporãFM

Comente com o Facebook!
BMC
BMC
BMC

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *