Cabeçalho

Após Justiça Federal afastar diretores da ANEEL, Nazif relembra críticas a agência

Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria

A Justiça Federal, decidiu afastar os diretores da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e do Operador Nacional do Sistema (ONS) para garantir que as investigações do Tribunal de Contas da União e da Polícia Federal prossigam com maior “isenção e eficácia” sobre os apagões ocorridos no Estado.

Mauro Nazif desde o fim de 2019, criticava o comportamento da agência reguladora em referência à Energisa no Estado de Rondônia.

“Desde que a Energisa chegou em Rondônia em 2018, a Aneel tem sido complacente e atuado em prol da empresa ao invés da população. Além das taxas caríssimas e o serviço precário, a empresa teve diversas ações que demonstraram a sua má-fé, como pedido de revisão, apenas 45 dias após sua entrada em Rondônia, revisão que por contrato só poderia ocorrer após um ano. Em 2019 e 2020, repetiu a estratégia de pedir revisões sem motivos e ainda querendo cobrar valores que já foram pagos lá atrás, em 2013, ajustados pelos valores de hoje, ou seja, recebendo pagamento duplo. Em 2019, eu já dizia para a Aneel, vocês são covardes! E agora estamos vendo a situação desoladora do Amapá, um absurdo! Digo novamente, Aneel vocês são covardes”, ressalta Nazif.

 

fonte: extraderondonia.com.br

Comente com o Facebook!
PASSOS
PASSOS

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *