Cabeçalho

‘Não há e pode nunca existir a bala de prata’ contra a covid-19, diz OMS

Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria

A OMS (Organização Mundial da Saúde) voltou a alertar governos e pessoas sobre a necessidade de se utilizar os recursos e ferramentas disponíveis até agora para se combater o novo coronavírus, uma vez que não há solução tecnológica, vacina ou tratamento que possa derrotá-lo. “Não existe e pode nunca existir uma bala de prata”, comentou o diretor-geral da organização, Tedros Adhanon Gebreyesus.

 

Liderando os esforços mundiais para deter a pandemia de covid-19, a OMS vem reforçando diariamente que é possível controlar a disseminação da doença e reduzir a mortalidade com políticas de testagem em massa, rastreamento de casos suspeitos e adoção de medidas de distanciamento social e higiene, com o devido exemplo de lideranças e com apoio às comunidades, especialmente aquelas em sistuação de vulnerabilidade.

“O recado para os governos e para as pessoas é: façam tudo”, resumiu Tedros, no seu tradicional discurso de abertura da coletiva de imprensa da OMS sobre o status da pandemia, que ocorre regularmente duas vezes por semana.

 

Ciência avança, mas vacina pode não existir

A organização reforçou a velocidade com que avanços científicos têm sido feitos em relação à melhoria dos testes, dos tratamentos e, especialmente, das vacinas. Hoje, três experimentos com imunizantes já evoluíram para a fase 3 dos testes clínicos.

“Isso não significa que teremos a vacina, mas a velocidade com que os avanços são feitos não tem precedentes”, comentou Tedros Adhanom.

Ele lembra que as vacinas em teste podem ter efeito imunizante de curto ou longo prazo e podem inclusive não serem efetivas. “Até terminarmos os testes clínicos, não saberemos”, disse o diretor-geral. “Nós temos esperança na tecnologia, mas é claro que é preciso ter foco nas ferramentas que temos agora.”

 

Fonte: r7.com

Comente com o Facebook!
PASSOS
PASSOS

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *