Cabeçalho

O asfalto na estrada do Calcário é prioridade para Espigão, Afirma Lúcia Tereza

Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria

 

A deputada Lúcia Tereza fez essa afirmação após conversa com o Governador Confúcio Moura ao qual a parlamentar relatou a importância estratégica desse asfalto para os municípios de Espigão do Oeste e Pimenta Bueno. “A implantação do asfalto na RO 133 (Estrada do Calcário) é hoje um dos gargalos para a distribuição do calcário na usina recém ampliada”. Afirmou a deputada. Com toda a infraestrutura que o Governo do Estado investiu na modernização e ampliação da unidade processadora, agora falta investir na parte da logística. Eliminar os obstáculos da estrada de terra que nos períodos de inverno quase que inviabiliza a retirada do calcário, interferindo drasticamente na produção fabril.

lucia calcario 2

Sabendo melhor que ninguém dessa importância estratégica da usina de calcário para a região da Zona da Mata e também todo o Cone Sul, a deputada Lúcia Tereza vem trabalhando freneticamente para fechar esse compromisso de asfaltar os poucos mais de 50 km que ligam o trevo da RO 387 em Espigão do Oeste até a usina de calcário Félix Freire. Para essa empreitada a deputada Lúcia Tereza já angariou o apoio dos colegas deputados: Cleiton Roque (Pimenta Bueno e Só na Bênça (Primavera) que se colocaram ao lado da deputada Lúcia Tereza por também acreditarem nesse projeto. Ao defender a implantação do asfalto na RO 133, Lúcia Tereza cita o grande potencial produtivo nas jazidas da usina Félix Freira.

lucia calcario 3

Segundo a parlamentar, outro fator que pesa bastante nessa sua propositura é de que a região ao longo do trecho a ser asfaltado é um polo produtivo muito forte no setor da pecuária de corte e de leite e, que nos períodos de inverno também encontram dificuldades para escoar sua produção de gado/leite. Agora um fato novo vem a tona reforçando ainda mais a necessidade de se asfaltar esse trecho com urgência. Na região começam a surgir propriedades cujos donos estão investindo na produção de grãos em alta escala. Essa nova tendência de se investir na produção de grãos vem ganhando espaço no município graças à proximidade do calcário que nesse tipo de investimento é imprescindível.

lucia calcario

Duas fazendas localizadas no km 27 da RO 133 (Faz. Santa Luzia e Cachoeira) de propriedades do empresário Roberto Dalmolin, este ano plantou 800 hectares de lavouras toda mecanizada. A lavoura com 550 hectares de soja e 250 hectares de milho vem chamando a atenção de empresários da região pela expectativa de alta produtividade por hectares. “Portanto acredito que estamos no caminho certo nessa nossa propositura junto ao nosso governador”. Afirmou a deputada Lúcia ao destacar essa nova fronteira agrícola que poderá surgir no município de Espigão do Oeste e que poderá com o tempo vir suprir a lacuna deixada pelo setor da extração de madeira que por longo período foi à mola propulsora da economia de Espigão do Oeste.

Fonte: Luizinho Carvalho/Sociólogo

Comente com o Facebook!
BMC
BMC
BMC

Related posts

1 Comment

  1. francimar ferreira de souza

    eu só espero que isso venha acontecer mesmo,por o povo já está canssado de promessa e pessoas como dona lucia querendo aparecer,,,esperamos que este asfalto sai,apesar que se tratando de dona lucia não podem acreditar ela não tem muita credibilidade,,vou esplicar por que,,comessou uma rodoviaria,,parou a obra,,e arrancou as ferragem de volta,,,construiu um museu e nunca terminou,,comessou o bosque investiu dinheiro,,e hoje está lá abandonado servindo para prostituição,ponto de drogas,,treis assacinato,,lá já conteceiro,e varios assalto,fez asfalto e nada de esgoto teve que quebrar o asfalto para fazer esgoto,,ou seja como acreditar se quando foi deputada,e prefeito não conceguiu concretizar obra nenhuma?

    Reply

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *