Cabeçalho

Secretaria de Estado de Justiça forma nova turma de socioeducadores

Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria

0441A Secretaria de Estado de Justiça (Sejus) realizou na manhã desta sexta-feira (31), através da Escola de Estudos e Pesquisas (Esep), o encerramento do curso de formação básica para 150 socioeducadores.

O curso atende às normas do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), com base na Lei Federal 12.594/2012, que trata do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase) e visa melhor preparo dos profissionais que trabalham com jovens em cumprimento de medidas socioeducativas.

Durante o evento, o vice-governador, Daniel Pereira, representando o governador Confúcio Moura, parabenizou os formandos e familiares, e disse que esse é um grande passo para uma socioeducação mais atuante. “O Estado está crescendo, e estamos investindo na qualificação de nossos servidores. Tenho certeza que os adolescentes privados de liberdade vão ter um tratamento adequado com socioeducadores bem preparados para o trabalho”, afirmou.

O secretário de Estado de Justiça, Marcos Rocha, destacou a importância de se ter profissionais qualificados trabalhando no sistema prisional do Estado. ”Estamos investindo em um plano que visa, sobretudo, a disciplina, a integridade e os direitos humanos. Esperamos muito destes servidores, que o socioeducando tenha um tratamento digno, que lhe proporcione condições para uma verdadeira ressocialização”, pontuou.

“Todas as técnicas necessárias para atuação nas unidades, como proporcionalidade, moderação e conveniência, foram utilizadas, e acredito que tenham sido adquiridas com êxito pelos alunos. Eles aprenderam, entre outras disciplinas, gerenciamento de crise, uso da força moderada, com e sem equipamentos não letais, primeiros socorros, tudo que a legislação permite hoje”, afirmou o diretor da Esep, Cláudio Lopes.

0451Edmilson Carvalho, um dos formandos, disse estar feliz. “Aprendi muito com nossos instrutores. Iniciei o curso com uma mentalidade e estou saindo com outra, com novas ideias sobre respeito, dignidade e determinação. Agora é aguardar a posse, que deve acontecer em breve, e colocar em prática o que aprendemos nesses dois meses de curso”, afirmou.
Durante o curso, 35 profissionais, que atuam com jovens em conflito com a lei, participaram das 460 horas de aulas teóricas e práticas. A maioria dos socioeducadores irá atuar nas unidades socioeducativas de Porto Velho.

A solenidade de encerramento do curso ainda contou com a presença do adjunto da Sejus, Marcos Amaral; do coordenador de Atendimento ao Adolescente em Conflito com a Lei, Magno de Andrade Moura; e do gerente geral do Caa/Sejus, Antônio Silva.

Fonte
Texto: Deane Araújo
Fotos: Deane Araújo
Decom – Governo de Rondônia

Comente com o Facebook!
BMC
BMC
BMC

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *