Cabeçalho

Sobrevivente de colisão entre motos que deixou um morto em Vilhena luta pela vida enquanto aguarda vaga em UTI de Cacoal

Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria

Mulher de 42 anos ia fazer compras em supermercado quando aconteceu a fatalidade

A reportagem entrevistou, por telefone, na tarde desta segunda-feira, 10, a irmã da mulher que sobreviveu ao choque entre duas motocicletas no trecho urbano da BR 364, em Vilhena. O outro envolvido na colisão, Alex Sandro Gordoni, de 44 anos, morreu pouco depois do acidente, no Hospital Regional.

Segundo a irmã de Marta Cabral dos Reis, que tem 42 anos, ela está internada no Hospital de Emergência e Urgência de Rondônia (Heuro) na cidade de Cacoal, para onde foi transferida. Funcionária do frigorífico JBS Friboi, em Vilhena, onde trabalha há dez anos, Márcia está entubada e em coma induzido, por decisão dos médicos que a atendem.

A familiar também contou que a vilhenense deveria ter sido mandada para a UTI, mas não há vagas disponíveis. “Apesar de os médicos dizerem que o quadro é grave, confiamos em Deus”, disse a irmã, acrescentando que, embora a vítima não tenha sofrido afundamento de crânio, ela está com sangue dentro da cabeça. Os médicos descartaram cirurgia e usam medicamentos para combater o edema.

Mãe de uma garota de 22 anos, que cursa faculdade no Paraná, e de um adolescente de 13, que está na casa da tia, enquanto a mãe luta pela vida, Marta havia saído de casa para fazer compras num supermercado, quando a fatalidade aconteceu.

Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Comente com o Facebook!
BMC
BMC
BMC

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *