Cabeçalho

Trabalho do DER na recuperação de vias estaduais são destacados pelo Deputado Anderson Pereira

Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria
Cabeçalho matéria

Durante a reunião com o diretor do DER, o parlamentar despachou várias indicações de serviços a serem executados em localidades diferentes.

Durante a sessão ordinária realizada na manhã de quarta-feira (13), o deputado Anderson Pereira (PROS) agradeceu o diretor do Departamento de Estradas de

Rodagens (DER), coronel Meireles, pelos serviços que o órgão vem executando nas rodovias estaduais.

Anderson esteve com o gestor da pasta e despachou várias indicações de serviços a serem realizados em diferentes localidades, depois de ouvir o clamor da população.

“Gosto de despachar junto ao gestor para dar seriedade e celeridade no serviço, mostrando que não se trata de uma promessa política, gosto de resolver, dar uma resposta positiva para quem nos procura e mostrar ao executivo que a população está necessitada”, disse o deputado.

Entre os serviços solicitados está a recuperação da Estrada do Calcário, a RO-133, no Município de Espigão do Oeste, pois existe uma promessa de outros parlamentares de pavimentar pelo menos os primeiros 10 km em asfalto.

A região muito produtiva, abriga duas mineradoras, uma de calcário e outra de manganês, fazendas com produção de gado e grãos e outros empreendimentos que escoam pela RO 133 suas produções.

Outro ponto cobrado pelo deputado Anderson junto ao diretor Meireles de Sá, foram as melhorias para a RO-387, trecho que compreende o município de Espigão do Oeste até o distrito de Boa Vista do Pacarana, próximo ao divisa com o estado do Mato Grosso.

A rodovia está recebendo os devidos serviços e as máquinas do departamento estão trabalhando a todo vapor.

“Atitude digna do meu elogio ao secretário Meireles de Sá e ao diretor Thales Carvalho” definiu o deputado Anderson.

O parlamentar destacou ainda de melhorias que precisam ser executadas na RO-005, a conhecida como a “Estrada da Penal”, trecho que inicia na Avenida Guaporé e segue até o presidio Urso Branco.

No local o trânsito é intenso com a condução de detentos e locomoção de servidores para seus respectivos locais de trabalho, sem contar com o escoamento de produções.

Fonte: Assessoria/Parlamentar

Fotos: Arquivo DER/Cacoal

Comente com o Facebook!
BMC
BMC
BMC

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *